terça-feira, 28 de abril de 2009

João Garcia atinge o seu 12º cume com mais de 8000 metros



Por volta das 05:15 de segunda feira (hora dos Açores) João Garcia atingiu o cume do Manaslu, o seu 12º cume no seu projecto "À conquista das 14".







Ao fim de 9 horas de subida, dificultada pelo vento, o gelo e altitude, o João atingiu o cume, onde descansou por alguns minutos, tirou algumas fotos e iniciou a fase mais cítica da expedição, a descida.
Dos 20 himalaístas que tentaram o cume naquele dia, apenas o João e a equipa coreana conseguiram lá chegar.






O himalaísta português comunicou a conquista para Portugal a partir do campo1 , mostrando-se bastante cansado, mas muito satisfeito. Após algumas horas de descanso o João partiu para o campo-base, onde, após um merecido descanço, voltou a comunicar para Portugal através da SIC.





Ficam assim os meus parabéns por mais este grande feito, daquele que é conhecido na elite mundial dos alpinistas e himalaístas como o "super-homem" português.




fonte: SIC-online

segunda-feira, 27 de abril de 2009

Silene uniflora cratericola - Uma espécie única

Como ja referido anteriormente neste blog, a Montanha do Pico constitui um ecossistema importantíssimo no panorama biológico e geológico da nossa região e do nosso país, sendo, por exemplo o unico local nos Açores onde se podem encontrar habitats alpinos e sub-alpinos.


Felizmente esta riqueza é protegida por lei, sendo a Montanha uma Reserva Natural e uma zona SIC da Rede Natura 2000.


Este post é exactamente ácerca de um dos "tesouros" naturais que esta montanha comporta, a Silene uniflora cratericola.


Embora muito pouco conhecida, esta é uma espécie muito importante da flora açoreana, pelo facto de esta só ser encontrada no interior da cratera-poço que caracteriza o cume da montanha do Pico.


Esta é uma sub-espécie de uma planta bastante comum, a Silene uniflora maritima, que, curiosamente, é uma planta costeira com uma amplitude biológica bastante baixa (até aos 50 metros de altitude).


Esta espécie ainda carece de um estudo mais aprofundado e o seu estatuto taxonómico ainda é um pouco incerto, mas é urgente que seja devidamente protegida (o seu estatuto de protecção limita-se às restrições da zona SIC da Montanha), pois as zonas da cratera onde se encontram os maiores núcleos, são geralmente as que são utilizadas pelos montanhistas para montar acampamento.


Esta é uma espécie muito resistente, superando os meses de inverso enterrada sob alguns metros de neve e gelo, rebentando no final da primavera (meados de Maio) e florescendo em meados de Agosto. É de salientar que mesmo em Finais de Julho/Agosto, a temperatura no cume pode subir aos 35/40ºC durante o dia e descer até aos 3/4ºC durante a noite. Durante os restantes meses do ano a temperatura de noite atinge mesmo valores negativos.


Espécie: Silene uniflora cratericola


Nome Comum: Não possui

Família: Caryophyllaceae

Distribuição: Cratera da Montanha do Pico, Ilha do Pico

Caracterização: Endémica dos Açores

Descrição: Planta glabra, até 25cm de altura, folhas lanceoladas, flores brancas solitárias ou agrupadas em 2 ou em 4. Sub-espécie de Silene uniflora maritima.

Surge esparsamente na Cratera da Montanha do Pico durante os meses de verão.


João Garcia adia cume do Manaslu para o dia 28

Embora as condições meteorológicas continuem favoráveis à ascenção das expedições no Manaslu até ao cume, os 7 alpinistas mais fortes das expedições que se encontram na montanha, entre eles o João Garcia, decidiram adiar o "dia de cume" para amanhã, dia 28.

Segundo o João, acima do campo 3 existe muito gelo sólido, o que criará problemas na descida. Assim, o nosso alpinista vai passar o dia de hoje a montar cordas fixas para aumentar a segurança para todas as expedições que tentarão alcançar o cume amanhã.

Este é um tipo de decisão que mostra quem tem experiência na montanha, e que pode significar o sucesso de uma expedição, aos 7000 metros o nosso discernimento não é própriamente o mesmo que cá por baixo.

Vou continuar a acompanhar esta expedição e a publicar cá todas as noticias importantes que o João vai-nos enviando atravéz do site da SIC noticias.

Por cá vamos torcendo por ele.

Força João!!

sexta-feira, 24 de abril de 2009

João Garcia ataca o cume do Manaslu


O nosso alpinista João Garcia partiu hoje para o campo 1 do Manaslu, com o objectivo de atingir o cume no dia 27 (segunda feira).



Uma melhoria significativa nas condições meteorológicas, e as previsões favoráveis para os próximos dias, levaram a que as expedições partissem hoje rumo ao cume.



Como ja tem sido habitual, o "super-homem português", como é chamado no seio da elite dos alpinistas, irá escalar praticamente "a solo", visto que não tentará o cume integrado numa expedição.


Cá em baixo ficamos a torcer pelo João, para que atinja o seu objectivo, mas, sobretudo, que regresse em segurança para nos cantar como foi!


Fonte: http://sic.aeiou.pt/NR/rdonlyres/C61B4332-E6E7-4E2F-BB5D-

quarta-feira, 22 de abril de 2009

Nova Expedição de João Garcia

O nosso alpinista (o nome correcto seria himalaista) português João Garcia encontra-se de momento na expedição para atingir o seu 12º 8mil (existem apenas 14 montanhas no mundo com mais de 8 000 metros de altitude, situadas todas na cordilheira dos himalaias).

Desta vez o objectivo é o Manaslu (8163), localizado na região de Gurkha, no Nepal.
De acordo com as ultimas noticias, o João ja alcançou o campo 2, a 6271m, tendo ultrapassado alguns dias mais tarde os 6750.

A ultima entrada do seu diário de expedição reporta que o nosso alpinista enfrenta agora um período de espera de melhores condições climatéricas para "atacar" o cume.

Os alpinistas do Manaslu não se livraram, no entanto, de um valente susto, tendo se precipidado demasiado cedo pela Montanha acima logo após o final dos fortes nevões que se fizeram sentir nos ultimos dias (o João também foi com eles), não respeitando a regra de segurança de deixar a neve fresca assentar pelo menos um dia, para diminuir o risco de avalanche. Felizmente não passou de um susto quando uma enorme massa de neve e gelo se desprendeu e provocou o pânico entre os alpinistas, que correram montanha abaixo, felizmente sem consequências graves.

Nos próximos dias estarei atento aos relatos que o João vai enviando pela internet, e, por cá, vamos todos torcendo por ele.

Força João!


Fica aqui o link do site da sic, onde o João vai publicando o seu diário da expedição

http://sic.aeiou.pt/online/noticias/desporto/especiais/joao-garcia-manaslu/default.htm

terça-feira, 21 de abril de 2009

Baía de Canas - Um dos Paraísos da Escalada no Pico

A Baía de Canas, situada na orla oeste do Mistério da Praínha (erupção Histórica dos Cabeços do Mistério entre 1562 e 1564), e é um local de excelência para quem procura traquilidade e uma paisagem de cortar a respiração.

Aqui existe um grande depósito de areia negra, carregada de olivinas e piroxenas, a escassos metros da costa, havendo até uma pequena praia com cerca de 4 metros de comprimento. A Linha de costa divide-se entre duas falésias unidas por uma praia de calhau rolado.
No entanto, a característica mais saliente deste local é a grandiosa arriba-fóssil, que chega a atingir os 100m de altura.

A zona Oeste desta arriba é um local de excelência (recentemente constatado) para a prática da escalada, havendo até uma via, ainda em fase de projecto por ainda não ter sido encadeada*, com potencial para ser a via mais difícil do País (a mais difícil está classificada como de nível 8c, esta possívelmente será de nível 9).

O escalador responsável pela montagem destas vias e sua classificação é o belga Mike Lecomte, que conta com um impressionante currículo desportivo, onde se incluem as Torres del Paine (1300m de paredes verticais) na Patagónia, e participação no campeonato mundial de escalada.
Já estão montadas várias vias, mas existe potencial para muitas mais, o que está para breve, devido a um projecto da Câmara Municipal de São Roque do Pico para a montagem de vias e criação de um parque de merendas.

Esta zona conta ainda com um sector de Psico-bloc**, onde os unicos acessos são por mar ou por uma gruta que atravessa a encosta e dá para outra baía ao lado.
Fica aqui um video que elaborei sobre este sector de escalada, para aguçar o bico. :)



Ps.: Este não é o único sector de escalada no Pico, existem outros. Na minha opinião este é o mais completo, tendo em conta o acesso, a paisagem e o potencial das vias, no entanto existe o sector da Criação Velha, com vias excelentes de iniciação, e o da Calheta do Nesquim, com uma parede com quase 300 metros de rocha compacta onde se poderá montar vias de quase todos os níveis de dificuldade, apenas peca pelo acesso, que é muito difícil.




video


*diz-se encadear quando um escalador consegue escalar toda a via, à frente, sem cair;
**Psico-bloc é uma modalidade da escalada em que o escalador, não utilizando equipamento de segurança, escala livremente paredes costeiras veticais ou em negativo. Se os escalador cair, cai no mar.

sexta-feira, 17 de abril de 2009

Regresso ao Blog

Pois é! Já lá vão uns meses desde o meu ultimo post aqui no blog (ja nevou e ja derreteu a neve do Pico várias vezes desde então), mas a verdade é que tenho andado muitíssimo ocupado ultimamente. Foram formações de escalada, de Canyoning em São Jorge, subidas à montanha, grutas, programas de tv, etc, etc...
Espero agora ter mais algum tempo para o blog, deixo já aqui um pequeno video que fiz sobre a Montanha do Pico, para matar saudades a quem já lá esteve, ou para dar um gostinho do que pode esperar quem está a pensar lá ir!

Espero que gostem :)
Ps.: Sim, o maluco do chapéu de palha que aparece nas imagens perto do final sou eu ;)

video