domingo, 21 de fevereiro de 2010

Primeira subida ao Pico com neve de 2010

Pois é, na passada Quinta feira (18 de Fevereiro) fiz algo que já não fazia há alguns anos: Uma subida ao Pico com neve!

O tempo estava quase perfeito, estávamos na crista de uma alta-pressão, e aproveitámos a janela de bom tempo para dar lá um saltinho.

Tudo começou na quarta-feira, quando o meu irmão, que tem estado cá com a minha cunhada de férias, me sugeriu que, caso o tempo estivesse bom no dia seguinte, fossemos pela montanha acima até à neve. Claro que disse logo que sim! Então fiz uma chamada para o meu meteorologista de confiança - o Rui Medeiros e, após alguns minutos a consultar cartas meteorológicas e imagens de satélite recebi a mensagem dele: "manda-te para cima! amanhã vai estar bom pelo menos até às 6 da tarde"

Mais uma chamada, desta vez para os irmãos do Rui - Duarte e João- e já tínhamos o nosso grupo feito!

Na quinta feira de manhã o Pico ainda nos fez algumas caretas, mostrando um chapéu de abas bem largas, que depressa se dissipou, mas não foi o suficiente para nos demover da nossa aventura!

A subida iniciou-se por volta das 11:00, e começámos a encontrar gelo, formado na noite anterior, logo após os primeiros metros de trilho. Fomos nas calmas, "pole pole" como nos dizia o guia no Kilimanjaro. O objectivo era irmos até onde desse, e passar um bom bocado na neve.

Começámos a encontrar os primeiros "bardos" de neve a partir dos 1400m. Daí para cima foi-nos aparecendo cada vez mais neve. Era uma neve escorregadia, já tinha derretido bastante no dia anterior, voltado a gelar durante a noite, e já começava a derreter de novo, por isso tivemos de redobrar os cuidados à medida que fomos subindo.


Como já referi, o objectivo era chegar até onde desse... Deu para chegar à Cratera! Demorámos 4 horas, mas não tínhamos grandes pressas. Pelo caminho foram voando bolas de neve, piadas e tolices e as máquinas fotográficas tiveram pouco descanso!




O Piquinho estava tímido, escondido por uma neblina ténue, mas muito teimosa e que nos estragava as hipóteses de tirar fotografias nítidas do cume. Ao menos as formações de gelo na parede da Cratera eram fantásticas, o que já dava para animar um pouco.




Lanchámos e esperámos só mais um pouco na esperança que a neblina se dissipasse... e tivémos sorte! Lá ficaram as máquinas fotográficas sem descanso outra vez!



Era altura de descer, já estávamos há muito tempo lá em cima, o frio já se fazia sentir, e de que maneira! A hora já estava a ficar avançada também, já passava das 3 e ainda tínhamos a descida sobre aquela neve escorregadia pela frente.

Após 3 horas de descida, escorregadelas e muita galhofa lá chegámos ao fim desta pequena aventura.

Para a maior parte do grupo esta já não era a sua primeira subida com neve, mas para a minha cunhada foi a primeira subida ao Pico, e ainda por cima com neve! Para mim deverá ter sido a vigésima subida com neve, mas desde 2005 que não subia de inverno. Por mais subidas que faça com neve, em todas fico surpreendido pelas formações de gelo e pela Cratera cheia de neve!

Espero que este inverno hajam mais janelas de bom tempo como esta, para poder fazer mais algumas subidas e captar imagens como estas!

36 comentários:

Rui Medeiros disse...

Bastards!

Valter Medeiros disse...

Ei!! Não foste mas fiz boa publicidade das tuas previsões meteorológicas! Vais ter algumas férias no estágio ou nem por isso?

Fernando Martins disse...

Grande post! Posso roubá-lo indicando origem e autor...?!?

Eu tenho feito publicidade ao Blog e ao Valter como guia de montanha...

Valter Medeiros disse...

Obrigado Fernando. Claro que pode publicar. Obrigado pela divulgação!

Cumprimentos

amg disse...

obrigado por partilhar.
«mui bueno»

Paulo Pereira disse...

Excelentes fotos.
Continue a fotografar e a divulgar a nossa bela ilha.

Zé Maria disse...

Olá,
Estou a morar na Terceira desde o início de 2010. Desde que cá estou que ando a desejar subir a montanha do Pico. Já fiz algumas ascensões de montanha, nos Pirinéus e nos Alpes (Aneto, Posets, Monte Perdido, Vignemalle e Monte Branco pela via dos 3 montes). Gostaria muito de subir ao Pico, ainda com neve.
Posso fazê-lo sozinho ou é obrigatório ir com guia, como está escrito em diversos locais?
Se tiver neve, recomendam a utilização de ferramentas de gelo (crampons e piolet)?
Existe transporte publico desde o aeroporto até ao inicio da ascensão?
Pode-se montar uma tenda na base ou no cume?
Obrigado pelas informações.
ZM

Valter Medeiros disse...

Olá Zé Maria.
A ascensão ao Pico com neve é possível, mas um pouco complicada de realizar, pois o tempo é muito instável e a neve não se mantém durante todo o ano. Geralmente as subidas com neve são organizadas no dia antes, caso o tempo esteja mesmo muito bom e as previsões indiquem que se vai manter, ou no próprio dia. É muito perigoso subir com nevoeiro quando há neve, especialmente para quem não conhece a montanha, pois existem falésias não muito longe do trilho e é muito fácil o desorientamento na montanha quando o chão está coberto de neve e estamos rodeados de nevoeiro. Mas, se quiser e tiver disponibilidade para isso, posso-o contactar quando houver uma janela de bom tempo que dê para fazer a subida. Tenho um bom meteorologista!
Quanto à questão dos guias, não é obrigatório, no entanto é recomendado, especialmente de inverno. Pode montar tenda na Cratera da montanha, no entanto só pode passar uma noite, não é permitido acampar na montanha, só pernoitar. Os crampons e piolets não são necessários, apenas se quiser escalar a parede da cratera. Geralmente a neve é pouco profunda e existe pouco gelo. Umas boas botas de montanha são suficientes.
Infelizmente não existem transportes públicos até à montanha, e acho que nem há autocarros no aeroporto, por incrível que pareça! Só táxis ou carros da Rent-a-car.

Zé Maria disse...

Valter,
Obrigado pelas informações. Se houver uma janela de bom tempo brevemente, gostaria muito de fazer essa ascensão. Preciso de tempo suficiente para me deslocar daqui para o Pico.
Podemos tentar acertar melhor as coisas por e-mail. O meu contacto é:
zm.sintra@gmail.com
Obrigado.
ZM

Valter Medeiros disse...

Ok.
Estarei atento ao tempo e logo que houver uma janela de bom tempo aviso-o com o máximo de antecedência.
Cumprimentos

Daniel Marques disse...

Boa noite Sr. Valter Medeiros.

Vou me deslocar à ilha do Pico em Julho e já li que não é obrigatório guia para efectuar a subida ao Pico, mas recomendável. Visto que é em pleno Verão vou tentar a minha sorte, pois já tenho alguma preparação.

A minha ideia era subir assim que o dia começar a nascer, para aproveitar o nascer do sol a uma altitude já aceitável (para fotos pois sou entusiasta). Acha recomendável ou terá algum contra?

Valter Medeiros disse...

Olá Daniel

Em Julho as janelas de bom tempo já são mais frequentes na montanha, embora não as possamos tomar como garantidas. Mesmo durante o verão a montanha geralmente está coberta por nuvens.

Quanto à sua ideia de subir de manhã cedo, é uma óptima ideia, pois dar-lhe-há bastante tempo para fazer a subida e passar algum tempo no cume e na cratera, o que é bastante agradável quando o tempo está bom (não se esqueça do protector solar, pois o sol na montanha é implacável e lá em cima estamos completamente expostos. O único senão é que terá de subir muito cedo mesmo (5:30 / 6:00) e subir rápido pois a sibida é feita pelo lado Oeste/Sul da montanha e só ao chegar À Cratera conseguirá ver o sol.

Posso-lhe sugerir outro formato de subida, que permite muito boas fotos: se subir a meio da tarde (a partir das 3 da tarde, por exemplo) e pernoitar na cratera consegue fotografar o por do sol sobre a ilha do Faial, e o nascer do sol sobre a Terceira e São Jorge. O único senão é que necessitará de levar mais algum equipamento (tenda, saco-cama, casaco...) e estará mais calor na subida.
Mas qualquer das formas decerto proporcionará boas fotos.

Se tiver mais alguma questão que queira colocar, não hesite em contactar.

Cumprimentos

Daniel Marques disse...

Boa noite Sr. Valter.

Enganei-me no meu post e queria dizer Junho. Entretanto posso dizer que fiz a subida ao Pico no Domingo, dia 13 de Junho de 2010, e tudo correu bem. Tive sorte com o tempo e consegui muito boas fotos.

O unico senão foi que a meio da subida todos se tinham esquecido do protector solar e apanhámos um valente escaldão :D

Realmente a escalada não é para todos, demorei as normais 3h:30m para iniciantes sem grandes pressas e outro tanto para descer. Acredito que faria bem menos sozinho, mas convém apoiar o grupo e que neste caso era lento, levava 2 pessoas com +50 anos que na sua vida o máximo que subiram foram escadas, admirem-se!

No entanto todos ficaram muito contentes com esta experiência.

O meu objectivo nesta resposta era para lhe colocar uma questão. Iniciei a subida, penso que seria no ponto habitual, junto a uma espécie de edificio onde vi que se vendiam bebidas e comidas e que tinha uma escada para indicar o início da subida. Acertei no sítio?

Outra dúvida é que a seguir a esse edificio a estrada continuava em frente, onde vai dar essa estrada? Haveria outro sítio para iniciar a subida? De referir que vim da Madalena.


Cumprimentos

Valter Medeiros disse...

Caro Daniel:

Fico contente por ter realizado a subida com segurança e que tenha tido sorte com o tempo, o qu ená é facil nesta altura do ano.

Quanto ao tempo de subida, foi muito bom. Já tive grupos que demoraram mais de 5 horas a subir e mais de 8 a descer!

Em relação à sua pergunta, sim, iniciou a subida pelo local certo.
O Edifício que referiu é a Casa da Montanha, da qual sou coordenador.
É nesta casa que se faz o registo das pessoas que sobem e de onde partem as equipas de salvamento, em caso de acidente na montanha.

A Casa abriu mais tarde este ano, mas desde onde (15 de Junho) que está aberta para dar apoio aos visitantes da montanha.

A estrada continua até a uma colina que se vê um pouco mais à frente (Cabeço das Cabras) , a partir de aí, torna-se num caminho de terra batida que passa pelo sopé da montanha e volta a descer até à estrada principal.

Apesar de haver outros sítios onde é possível fazer a subida, este é o único trilho oficial, não sendo permitido entrar na Reserva Natural da Montanha por outros locais que não este.

Daniel Marques disse...

Boa tarde.

Sim, realmente a casa encontrava-se encerrada e que bem que sabia uma bebida fresca no final, paciência :D

Fico contente por saber que iniciei a subida no sitio certo e que fiz em bom tempo, a subida foi complicada mas a descida é perigosa pois temos sítios em que o terreno é feito por uma espécie de cascalho de pedra e escorregamos bastante mas tudo correu bem.

Ao descer, por volta das 15h, já subia um nevoeiro cerrado e sinceramente a minha sorte era já estar perto, pois quase deixei de ver a Casa da Montanha. Ainda hoje penso que deixei um casal com dois filhos com à volta dos 8 anos no cume e que disseram que iam lá ficar ainda para almoçar e ver as vistas, espero que se tenham conseguido orientar, pois o nevoeiro era muito cerrado.

Muito obrigado pelas dicas, espero um dia voltar com outras pessoas e pernoitar no cume.

Vitor disse...

Boa tarde, sou de s.miguel e desde sempre quis subir ao pico,e agora no inicio de agosto tenho essa disponibilidade, poderá dizer qual a forma mais economica de fazê-lo?

cumprimentos

Valter Medeiros disse...

Olá Vitor

Tal como já referi antes, não é necessário contratar um guia para subir à montanha, embora seja aconselhável.

A maneira mais económica é mesmo subir sem guia, mas, se fizer isso, aconselho a que leve o material indispensável à segurança e conforto na subida, ou seja: casaco impermeável, casaco ou blusa quente, roupa leve e fresca para a subida, protector solar, óculos de sol, alimentos de alto valor energético (chocolates, barras energéticas...), lanche, no mínimo 1,5L de água (que deve ser bem gerida durante a subida para não acabar) saco cama e tenda (para o caso de desejar pernoitar, lanterna (mesmo que vá durante o dia para pernoitar e voltar na manhã seguinte convém que tenha mesmo uma lanterna).

Se desejar ir sem guia aconselho a que, caso queira subir só durante o dia, suba de manhã bem cedo - quanto mais cedo melhor, pois a partir das 9 / 9 e meia o sol passa acima da montanha e começamos a subir com o sol pela frente e é fácil sair do trilho; se desejar pernoitar, suba durante a tarde (a partir das 16 +/-), pois assim terá visibilidade suficiente para efectuar a subida em segurança.

EM qualquer dos casos é mesmo muito importante que tenha atenção à previsão meteorológica, a fim de evitar situações desagradáveis, como perder-se do trilho, ou não encontrar a zona para entrar dentro da Cratera, o que é complicado quando está nevoeiro ou de noite para quem não conhece a montanha.

De qualquer modo, a subida inicia-se na Casa da Montanha, onde lhe darão mais informações sobre a montanha, mostrarão um filme de segurança da montanha e poderá ver a previsão meteorológica.

Espero ter respondido à sua questão. Se tiver mais alguma questão não hesite em contactar

Anónimo disse...

Boas... Eustou planeando uma subida á montanha, juntamente com um grupo de amigos, no proximo mes de agosto, e como mais acima vi que voçê é o coordenador da casa da montanha gostava de lhe pedir que tirásse uma duvida. queria saber se a subida so pode ser efectuada com a companhia de um guia ou se ha hipotesse de irmos por nós proprios?

obrigado.

filipe pereira

Valter Medeiros disse...

Caro Filipe:

Não é necessário levar guia para fazer a subida, embora seja recomendado. Para ir sem guia convém que a previsão meteorológica seja boa, e que subam de manhã, caso queiram só fazer uma subida diurna, ou que subam à tarde (a partir das 16, não muito mais tarde que isso) caso desejem pernoitar. A orientação na montanha é muito difícil para quem não conhece se for feita durante a noite, e há sempre a possibilidade de nevoeiro em qualquer altura do ano.

De qualquer modo, mesmo que optem por subir durante a tarde para pernoitar, levem lanternas. Podem-se atrasar na subida e ser apanhados pela noite e convém estarem preparados.

Boa subida!

Anónimo disse...

obrigado pela informação... a intenção é mesmo subir para pernoitar. :)
enfim, vamos ver se o tempo permite. em relação a pernoitar, deve levar-se tenda ou algo do genero? certamente nao é possivel de se montar uma lá em cima, pois nao?

filipe.

obrigado

Valter Medeiros disse...

É mesmo necessário levar tenda. Não é permitida a subida a pessoas que não levem equipamento para pernoitar (tenda e saco cama)
Existem zona dentro da cratera onde o chão é de areia e é possível (e até confortável) montar a tenda.

As temperatura podem baixar até cerca dos 5ºC durante a noite, mesmo em Julho/ Agosto, por isso a tenda e o saco cama são essenciais para se poder passar uma boa noite lá em cima.

Anónimo disse...

obrigada pelos esclarecimentos...
desde já peço desculpa se incomodei.

obrigado

filipe pereira

Valter Medeiros disse...

Filipe:

Não incomodou nada. Estou sempre disponível para esclarecer qualquer dúvida sobre a montanha.
Se todos forem bem preparados até é melhor para mim, pois minimizam o risco de acidente na montanha e assim dão-me menos trabalho, pois sou o responsável pela segurança na montanha e sempre que houver um resgate tenho de estar na Casa a orientar a equipa dos bombeiros.

Se tiver mais alguma dúvida, não hesite em colocar


Cumprimentos

Anónimo disse...

hey gente....eu gostava de realizar uma subida ao pico...gostava de ter conhecimento de como contratar um guia e saber os preços.
se houver alguem que tenha este conhecimento deixe o seu contacto que mais tarde tentarei cumunicar.

obrigado

Diogo Melo

Sherpa disse...

Antes de mais, obrigado pelo post ... e pelos comentários... são uma excelente fonte de informação.

Li que para quem vai pernoitar é obrigatório levar tenda! Não basta levar material para fazer bivaque? (com um bom saco cama (penas))?
Poderia enviar-me o seu contacto (telemóvel) de modo a esclarecer algumas dúvidas? (sherpa.jorge@gmail.com)
estou a contar subir o Pico daqui a uma semana.

Valter Medeiros disse...

Diogo:

Para contratar um guia basta dirigir-se ao posto de turismo e pedir a lista de guias credenciados, lá têm muita informação disponível e os contactos dos guias.

Sherpa:

Infelizmente é mesmo necessário levar tenda para a pernoita. Já fiz muitos bivaques lá em cima e nunca tive qualquer problema, mas por causa de uns pagam os outros. A maior parte das pessoas que sobem a montanha não têm experiência de montanha e cometem muitos erros, sobretudo devido à publicidade que se faz desta montanha. Quando se fala na montanha do Pico diz-se sempre que é uma montanha fácil, mas, apesar de não atingir grandes altitudes, o terreno é muito íngreme e escorregadio, o que torna a subida num grande teste à resistência física de uma pessoa.

Outro erro que a maior parte das pessoas comete, por falta de experiência de montanha sobretudo, é pensarem que, como estamos numa ilha com clima temperado e em pleno verão, as temperaturas lá em cima também são amenas. Por isso levam pouco equipamento para a pernoita. Mas a verdade é que já registei 4ºC lá em cima durante a noite em Agosto, acrescentando o factor "wind-chill" pode facilmente baixar abaixo de zero.

Foi devido a esses erros cometidos, sobretudo por pessoas de cá, que o novo regulamento obriga a que seja obrigatório o uso da tenda. Estou a tentar combater isto, mas ainda não consegui que isso fosse corrigido...

Sherpa disse...

Uma vez mais obrigado Valter....
Se é obrigatório levar tenda assim o farei ..., estava para levar um saco cama com temp. de conf. -8º .. assim levarei um para 0º;-)
Espero apanhar bom tempo ...
Outra questão relativamente ao limite de subidas diárias, no dia em que vou subir levarei comigo cerca de 25 pessoas, sendo que a maioria desce no próprio dia. (devem pernoitar cerca de 8)
Teremos alguma restrição a ter em conta?

Cumprimentos e cont. de excelente trabalho.

Valter Medeiros disse...

Em relação ao número de pessoas, existe um limite de cerca de 160 pessoas, mas raramente esse número é atingido, por isso não deverá ter problemas com isso.
Quanto ao grupo de 25 pessoas, o que acontece é que quando um grupo sobe sem guia, uma pessoa do grupo responsabiliza-se pelo grupo, mas só se pode responsabilizar por 15 pessoas no máximo. Se são 25 pessoas terão de ser 2 pessoas responsáveis.

Os responsáveis do grupo serão as pessoas que serão contactadas e responderão pelo grupo em caso de termo de os contactar a partir da Casa da Montanha.

Valter Brum disse...

Boas ! Tenho interesse em efectuar a subida a montanha do pico , pretendo fazelo em dezembro , visto que no meu grupo não ah ninguém com mais de 18 anos de idade queria saber se existe algum problema nisso ou se podemos efectuar a subida sem problemas ,obrigado pela atencao

Valter Medeiros disse...

Caro Valter:

A subida à Montanha do Pico é substancialmente mais complicada durante o inverno, sobretudo em Dezembro pois é a altura do ano em há menos horas de luz por dia.
No inverno as condições meteorológicas são tambem muito mais instáveis, havendo mesmo o risco de hipotermia caso de serem apanhados por mau tempo e se perderem. As temperaturas nesta altura na montanha andam perto dos 0ºC, e os ventos são muito fortes!
Quanto ao facto de o grupo ser de pessoas mais jovens, se forem menores de 16 anos têm obrigatóriamente de estar acompanhados por um responsável do grupo que seja maior de idade e têm de ter uma autorização escrita dos Pais ou tutores legais.
Não me entenda mal, tenho o maior prazer em que façam a subida ao Pico, e não estou de modo algum a querer desencorajá-lo de o fazer, mas os riscos na montanha são reais e muito maiores na época de inverno! Já morreram pessoas na montanha devido a mudanças de tempo bruscas no passado e o risco de se perderem é muito grande!
O meu conselho é que tentem a subida na época de Verão, quando as condições meteorológicas são mais favoráveis e o risco é menor.

Tiago disse...

Boas


Ando a ver maneiras de conseguir subir o Pico mas ando com umas duvidas, sou de Portugal e os vôos mais baratos que acho é para Ponta Delgada, é barato ir até ao Pico?É de barco certo? Ou compensa logo ir directo para o Pico de Portugal?
Para subir a montanha têm algum custo? Vou para pernoitar e tenho o equipamento necessário, qual a melhor altura para ir? Estava mais inclinado para o Inverno, é preciso crapoms?

Valter Medeiros disse...

Boas Tiago,

Há um vôo da TAP directo de Lisboa para o Pico, acho que é o sábado, mas não tenho a certeza, essa seria a melhor opção.

Quanto à subida de inverno, é necessário os crampons. Neste momento temos neve há já quase 2 meses (o que não é habitual, geralmente neva e derrete em poucos dias). Isto significa que a neve já gelou e sem crampons é impossível. Ainda no sábado passado fui tentar uma subida a meio tivemos de regressar pois ninguém no grupo tinha crampons e o gelo estava demasiado perigoso.

Quanto à pernoita, neste momento não são permitidas, só durante a época de verão.

Sei que é uma lei um bocado chata e que há pessoal com muita experiência e material necessário, mas por uns estão a pagar os outros. A subida com neve é simplesmente espectacular, mas a subida com pernoita durante o verão também não lhe fica atrás.

Quanto aos custos da subida, existem guias credenciados (e é recomendado que contrate um)que fazem subidas durante todo ano, mas não sei se algum fará a subida com pernoita com neve. Os custos poderão ir desde os €25 aos €50 por pessoa (com preço mínimo de 100 a €200 por subida) para a subida simples - subir de manhã e regresar à tarde; e entre os €30 a €60 por px para a pernoita. Os preços mais caros são de empresas que fornecem grande parte do material, transporte, entre outras regalias.

Valter Medeiros disse...

As ligações de barco só se fazem no verão, e de São Miguel até ao Pico são 10 horas de viagem. Sai mais caro ir até São Miguel e apanhar o vôo para o Pico que o vôo directo!

NG disse...

Olá!

Obrigado pela excelente descrição da subida ao Pico.

Pretendo visitar o Pico no início de Fevereiro. É possível, se estiver bom tempo, subir ao Pico por esta altura do ano (naquele esquema de sair de manhã cedo e voltar à tarde, sem guia)? Ou o mais provável é não ser mesmo possível por causa do tempo?

Cumprimentos,
Nuno

Valter Medeiros disse...

Olá Nuno.
Sim, é possível efectuar a subida nesses moldes, não é obrigatório guia. No entanto, é obrigatório o registo antes da subida. Este pode ser feito antecipadamente na sede do Parque Natural da Ilha do Pico, caso a subida seja feita durante a semana. Ao fim de semana a Casa da Montanha etá aberta e poderá fazer lá o registo.
O trilho está bem assinalado e o tempo tem estado bastante bom, o que não é normal nesta altura do ano. Contudo aconselho a ter cuidado caso a previsão meteorológica for desfavorável, pois de Inverno uma mudança repentina de tempo lá em cima pode tornar tudo muito mais complicado. As temperaturas descem rápidamente e existe o risco sério de hipotermia!
Mas, se o tempo se mantiver como tem estado nos últimos dias, não haverá grande problema!
Abraço

NG disse...

Muito obrigado! No início de fevereiro lá estarei. Esperemos que o tempo esteja como hoje.