terça-feira, 23 de dezembro de 2008

João Garcia cada vez mais perto dos 14 Picos do Mundo!


Como ja referi no primeiro post deste blog, não sou apenas um amante da natureza, vivo dela, e quem me conhece sabe da minha grande paixão pela montanha. Esta paixão tem a sua origem na montanha do Pico, que "tenho no meu quintal", e na qual exerço um dos meus hobby's que me dão mais prazer: ser guia de montanha.

Posto isto não é de surpreender que uma das pessoas que mais admiro é o alpinista João Garcia, que não só é o Português com o currículo mais impressionante nesta área, mas também um alpinista da elite mundial, estando no grupo restrito de pessoas que conseguiram escalar o "tecto do mundo", o monte Everest pelo lado Norte e sem recurso a oxigénio nem a sherpas (carregadores de altitude), embora a um custo elevado, com a morte do seu companheiro de cordada e grande amigo Pascal Debrouwer e uma série de amputações resultantes da forte exposição a temperaturas extremas e à falta de oxigénio, que causa um "engrossamento" do sangue, provocado pelo aumento da concentração de glóbulos vermelhos (células sanguíneas responsáveis pelo transporte de oxigénio).

Mas o impressionante currículo deste alpinista não começa no dia 18 de Maio de 1999 no cume do Everest. João Garcia conseguiu o cume do seu primeiro "8000" em 1993, escalando o Cho Oyo (8201m) por uma via que, tendo sido iniciada por uma expedição polaca, nunca tinha sido conseguida na totalidade. Nesse mesmo ano fez a sua primeira tentativa ao cume de outro "8000" - o Shishapangma (8013m)

Antes do Cho Oyo João Garcia ja tinha escalado importantes montanhas, como o Monte Branco (4807), o Matterhorn (4478m), entre outros, tendo se iniciado em alta montanha nos Alpes desde tenra idade.

Em 2006 inicia-se o projecto "À Conquista dos Picos do Mundo" com a ascenção ao Kanchenjunga (8586m), no qual o alpinista pretente entrar para o grupo restrito de pessoas que ascenderam às 14 montanhas mais altas do mundo, ou sejas as 14 montanhas com mais de 8000m existentes no nosso planeta, até 2010.

Já lá vão 11!

Tendo ascendido este ano com sucesso ao cume de mais dois "8000" (Makulo - 8463m e Broad Peak - 8047m), o seu projecto segue bom rumo,estando mais duas ascenções programadas para o próximo ano (Manaslu - 8163m e Naga Parbat - 8125m) e o 14º pico para a primavera de 2009 (Annapurna - 8091m).

João Garcia está também próximo de alcançar outra façanha: atingir os picos mais altos dos 7 continentes. Para isso falta-lhe apenas escalar o monte Kosciuszko (2228m) na Autrália.


Muito fica por dizer sobre este grande Português, pois o seu currículo é deveras impressionante, mas conclúo o post dizendo que felizmente ja tive o prazer de conhecer o João Garcia em pessoa, e é realmente uma pessoa que surpreende, não só pela humildade e simpatia, mas também, pela paixão com que fala das "suas montanhas"


Parabéns amigo João por tudo o que ja conseguiste até aqui e boa sorte para o que o futuro te trouxer!

4 comentários:

geocrusoe disse...

Feliz Natal ao também alpinista Valter Medeiros e, já agora, bom ano de 2009, em termos bem estar e felicidade pessoal e para Gaia, a nossa casa e família planetária.

Paulo Pereira disse...

Boas Festas.
Ó valter explica-me lá "... tendo em conta que a glaciação de WURM é anterior ás ilhas".

Valter Medeiros disse...

Boas Festas Geocrusoe e Paulo.
Paulo:
Relamente agora que me pedes para explicar a questão da glaciação de WURM ser anterior à formação das ilhas dou-me conta de uma gafe que cometi no post da flora da montanha. O post foi escrito basicamente "de cor", ou seja, limitei-me a escrever o que tinha aprendido sobre o assunto, quer no meu curso profissioanl, quer no meu curso de guia de montanha. no entanto, ao realizar uma pesquisa mais profunda sobre esta glaciação reparei que esta aconteceu há apenas 70.000 anos. ora sendo o Pico a ilha mais recente e tendo apenas cerca de 300.000 anos a questão da glaciação de WURM fica invalidada...
Vou investigar este assunto e corrigirei o post assim que tiver encontrado informação correcta sobre que glaciação foi responsavel pela extinção do manto Laurifólio da Europa Ocidental.
Muito obrigado pelo reparo! :)

Paulo Pereira disse...

O post estava bom, à parte da pequena imprecisão. Penso que deverias corrigir e voltar a publicar.
Na verdade, o que levou a suspeitar da teoria dos icebergs foi mais a improbabilidade destes acertarem em ilhas tão pequenas como o Corvo e o Faial.
De resto a Biologia pareceu-me bem, a imprecisão estava mesmo na Geologia.
Cumprimentos